Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tempo

A vida pode soar tão árdua aos rudes que a concebem
Tão pobre aos olhos infames de quem não tem mais nada a se perder
Dias que se sucederam pareciam nem ter fim
Aos ouvidos do velho amor
Tão intenso quanto era nunca serás
Mas será sempre verdadeiro, e destemido
Como olhar para seus olhos e nunca saberes o que realmente vejo
É tarde e ainda escrevo versos solitários
Mesmo sabendo que tu ainda padece em braços alheios
Se adormecem ao longe
O sonho em outros versos já até tentei
Mas nem mesmo em outro mundo isso parece ser possível
Nem mesmo o tempo talvez seja capaz de me ajudar
Na verdade, sinto como se ele simplesmente
Viesse apenas a atrapalhar.
rafayuji
Enviado por rafayuji em 05/12/2007
Reeditado em 05/12/2007
Código do texto: T766514
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
rafayuji
Peruíbe - São Paulo - Brasil, 30 anos
7 textos (319 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 06:31)
rafayuji