Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O amor desnuda e reveste

Tirei as vestes do orgulho
Do egoísmo, saí do abismo
Tirei a roupagem do engano
De dias após dias,
De ano após ano.

Tirei dos olhos a sombra da dúvida
Da mente, a dor que se recente
Deixei de ouvir a voz da ilusão
Deixei de temer tanto a solidão
Deixei de tanto me queixar
Tendo espinhos a me tocar.

Na procura do amor meu
Consegui a superação do eu,
Viver acima das aparências,
buscando na vida a essência.

Vesti a roupa da simplicidade
Busco a eternidade
Da vida o amor,
Buscando em cada pétala
Da mais simples flor

Eu quero sentir o perfume das flores
Viver a vida sem tantos temores
Eu quero contemplar o belo
Amando sempre ao criador
Reestabelecendo o elo.
Zalvo
Enviado por Zalvo em 28/11/2005
Código do texto: T77454
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Zalvo
Parnamirim - Rio Grande do Norte - Brasil, 40 anos
51 textos (3145 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 03:22)