Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tu

Tua meiguice me inebria,
Tua inteligência me ensina,
Tua coragem me aguça,
Tua ousadia me assusta,
Tua têz me atrai,
Teus olhos me penetram
E tentam decifrar quimeras.
Doces quimeras!
Quisera.

Provocam-me
Teu sorriso maroto,
Teu corpo esguio,
Tuas mãos atrevidas,
Teu vazio.
É nisso em que me fio.

Contudo,
Sobra-te medo
De ti, de mim, de tudo.
Até do amor.
Horror.

Negas-me teu íntimo,
Teu acalanto,
Gesto ínfimo,
A seca do meu pranto.
Sacripanta.

Deixa-me tocar-te,
Roçar tuas ancas.
Deixa-me beijar-te
E, antes que partas,
O sabor da tua boca,
Guardar na lembrança.
Luiz Coronheiro
Enviado por Luiz Coronheiro em 21/12/2005
Reeditado em 10/11/2010
Código do texto: T88898
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Luiz Coronheiro
Guara I - Distrito Federal - Brasil, 52 anos
9 textos (430 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 19:38)
Luiz Coronheiro