Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ATÉ AO FIM DOS MEUS SONHOS

Mesmo que o tempo passe e leve consigo os anos,
Mesmo que o meu cabelo tome da cinza a cor,
Mesmo que a minha alma, cansada de desenganos,
Estremeça e se parta em face de tanta dor
E sangre, despedaçado, com ela, meu coração,
Irei até ao fim dos meus sonhos, lá onde se acaba a razão …

Mesmo se para ter um pouco do que desejo
Eu deva mudar de corpo, de cor, ou de país,
Mesmo se de olhos abertos eu ainda não vejo
Que só as árvores não avançam, agarradas à raiz,
Eu vou acordar de vez e decidir que então
Irei até ao fim dos meus sonhos, lá onde se acaba a razão …

Mesmo se me deixares na esquina de um caminho
E que no fundo de mim teu nome chame baixinho,
Mesmo que o Mundo acabe no momento em que eu vir
Que já não posso mais voar, que já não sei mais sorrir,
Mesmo vacilantes os passos e vazia a minha mão,
Irei até ao fim dos meus sonhos, lá onde se acaba a razão …

Mesmo se tu ficares mais um instante a meu lado,
Que vivas os meus sonhos e que dês o que foi dado,
Se mesmo assim não tiver aquilo que sempre esperei,
Vou continuar sempre tendo outros sonhos, porque amei.
E com a alma, com o corpo, toda inteira, com paixão,
Irei até ao fim dos meus sonhos, lá onde se acaba a razão …
Cri
Enviado por Cri em 17/11/2004
Reeditado em 19/06/2005
Código do texto: T9

Áudio
Vidas no Altar - Karluz
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Cri
França, 58 anos
30 textos (7240 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 30/09/16 13:52)
Cri