Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O RIO TIETÊ

O paulista e paulistano
Sofrem junto com você
Mas vai melhorar, esperamos
E voltará ao seu modo de ser.

O Rio Tietê
Não foi formado assim
Ele não vai morrer
Será limpo para mim.

Para mim e para todos
Isso vamos alcançar
As autoridades em um todo
Nisso vão se empenhar.

Em parte está poluído
Mas precisa se limpar
Onde está limpo é lindo
Na capital horrível está.

O Rio Tietê
Sofre e pede clemência
Por mal o homem cometer
E deixou-o em dacadência.

O Tietê espuma
Por tanto chorar
Sem ajuda mais rápida
De quem precisa se importar...

       Poema publicado no livro,
          NÓS SOMOS POESIA
(Câmara Brasileira de Jovens Escritores)


Antonio Cícero da Silva (Águia)
Enviado por Antonio Cícero da Silva (Águia) em 21/02/2006
Código do texto: T114754
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Antonio Cícero da Silva (Águia)
Carapicuiba - São Paulo - Brasil, 54 anos
199 textos (20310 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 22:21)
Antonio Cícero da Silva (Águia)