Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Entretanto

Certas coisas como você ,
Me tiram do sério
Seu olhar as vezes tão distante
Desconcertante e arrogante
Que me induz aos poucos , a te admirar em segredo
Com a sua sombra de mistérios
Que me persegue a noite toda.
Pois você me implora algo com os olhos,
E qualquer gesto mais ousado
Me levaria a crer
Que poderíamos ir longe demais...
E o tempo iria parar,
Para ver o indício de sermos ainda incompletos
Porque faltamos um ao outro,
Só que ainda não descobrimos.

E quando for mais tarde,
Lembraremos dos sorrisos...
Os poucos, que trocamos, sem nenhum motivo
E nosso pensamento, certamente mudaria
Pois o mundo é injusto, (mais ainda gira)
E nada mais, nada mais, seria tão admissível
Quanto um breve insulto a nós mesmos,
Pois perdemos tempo com atrasos violentos
Ao invés de falar o que realmente sentimos.
Pois ser livre, as vezes não é o bastante
Precisa-se de uma encarnação mútua, em corpos distantes
E provar a si mesmo , que não existem palavras cegas
Que possa distinguir esse amor... diferente.

Deibby Petzinger
Enviado por Deibby Petzinger em 30/03/2006
Reeditado em 11/10/2006
Código do texto: T130912
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Deibby Petzinger
Canela - Rio Grande do Sul - Brasil, 30 anos
25 textos (1297 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 04:08)
Deibby Petzinger