Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Justiça das Feras

"Atos insanos são cometidos pela inveja, tudo pela falta de…
Beleza… Glória… Inteligência…
Com o sangue frio, a Fera lançou a Bela para a treva eterna de um profundo abismo…
E de um broto do mais puro amor, uma magnífica árvore nasceu…
Essa árvore cresceu, – bela e imponente – e hoje, cobre com sua sombra o belo Príncipe-música
Num triste dia seu belo violino nas trevas do abismo se lançou…
E um lindo e esplendido sonho o Príncipe-música contemplou…
A Bela revelou a Fera e o Pai a exilou…
Num raio de candura, o Príncipe-música salvou sua musa e mais um empolgante sonho se realizou…
– Renasceu a Bela –
Uma perfeita união aconteceu e finalmente
A Bela e o Príncipe-música se beijaram…
– O mundo parou –
Não adianta nada ter a inveja cravada no peito!
Não faças o mal, pois com o passar do Sábio Senhor-Tempo, tudo voltará em maior peso contra você…
Sonhe, viva a vida intensamente, seja feliz, e passe para o próximo essa gigantesca e gloriosa felicidade…
Pois o Tempo, muito em breve, lhe recompensará…"


* poema criado apartir do conto "O Violino Cigano", motivo: atividade escolar no ano letivo de 2005 *
Angelus Rafael
Enviado por Angelus Rafael em 05/05/2006
Código do texto: T151036
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Angelus Rafael
Jundiaí - São Paulo - Brasil, 28 anos
13 textos (400 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 14:22)
Angelus Rafael