Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Abraço a um amigo

                               À Freitas de Carvalho
Um abraço apertado, a um amigo
que me deu de volta o dom a muito esquecido,
abraço ao amigo-filho-irmão,
que em dias como hoje
trás consigo a alegria de ser um poeta,
"poeta-triste"? Bobagem meu amigo!

Poetas não são tristes,
poetas como você são transcrissores de sentimentos,
são tradutores do mundo, das coisas, da vida.

Ó poeta-amigo, das poesias interiores,
faz-me pensar sobre coisas tão profundas,
que ainda assim são tão banais,
que me passam despercebidas aos olhos desatentos.

Obrigado amigo, e um abraço.
Laerte Brandão Sancho
Enviado por Laerte Brandão Sancho em 26/06/2006
Código do texto: T182545
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Laerte Brandão Sancho
São Bernardo do Campo - São Paulo - Brasil, 28 anos
15 textos (888 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 10:31)
Laerte Brandão Sancho