Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Por Portugal



O sonho parou num segundo que se descarrila o comboio da vitória
Foi o dom que nos elevou aos céus, e não nos deixou erguer os braços.
Triste eu sei… Fraquejámos num desejo que nos corroeu a alma, quebrámos mil e um caminhos após tempos e tempos que passaram.
País ora terrivelmente conformista ora incrivelmente inconformado, mas hoje unido, despedaçado porque vive de esperança maiores, porque se eleva à agonia com um certo sabor na língua…
Estimula a alma, palpita o coração…E grita!
Grita até não mais poder, grita porque acredita mesmo quando os olhos já estão mergulhados de desespero, grita porque a saudosismo é uma opção de vida, e a esperança uma força quando nos sentimos desgastados, de rastos e cansados.
Gritamos mesmo quando já nada nos resta
Quando estamos já sem voz…
Simplesmente porque acreditamos
Maravilhosamente acreditamos
Sempre e sempre
Mesmo sobre mitos e lendas
Choramos, rimos e a voz se formula em ecos…
Olhos marejados por algumas aguas alcançadas
E mares ainda não navegados…
Sempre em poesia no sangue
Cabo das tormentas
Curvas sentinelas e monstro Adamastor
Ninfas do Tejo
Crenças e doutrinas
Aspirações históricas…Ideologias e sonhos…
Ser português
É orgulho
É suor
É batalha
É vitoria
É o sempre contínuo no coração…
E o meu bate…Bate … Bate sempre…
Com a bandeira em punho, os olhos gretados, um aperto no peito
E um orgulho incondicional que vem de dentro para fora… E de fora para dentro…
Escrevo e ainda acredito, afinal na esperança jamais é visível a derrota…
A espera não nos deixa morrer nunca.
E é em cada passo mal dado que nos ergue os pés ao destino certo
Cada letra hoje é escrita por Portugal!

Viva sempre Portugal
Fonte e margem além-mar!
Joana Sousa Freitas
Enviado por Joana Sousa Freitas em 10/07/2006
Código do texto: T191049
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Joana Sousa Freitas
Portugal, 40 anos
118 textos (7239 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 09:53)
Joana Sousa Freitas