Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema para Irma Hadzimuratovic




                          (Dedicado a pequena vítima da guerra da
                           antiga Iuguslávia)

Tua imagem, feita de milhões de sinais,
A passear pelo infinito,
Aporta inocentemente patética,
No meu leito.

Milhares de quilômetros estreitos
No milagre da comunicação odiosa,
Une radicalmente nossa dor.

És vítima da podridão humana
Pétala que agoniza.
És o estertor da infância!!!
És dor pungente... Dor terebrante,
Que nem os sentidos
Podem traduzir à alma que se dilacera.

Na agonia infinita beijei tua face,
E, como se Deus existisse
Te vi correr outra vez, feliz pela vida,
E o que restou do meu sonho foi uma cantiga
Que ouvi, enternecido, como se fosse teu pai.
Ananda
Enviado por Ananda em 26/08/2006
Reeditado em 30/08/2010
Código do texto: T225498
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ananda
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 65 anos
18 textos (852 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 12:50)