Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Se Mário ainda estivesse ali

Para Mário Quintana


Se Mário ainda estivesse ali,
sentadinho em sua cadeira,
como na foto da antologia,
por certo daria gostosas risadas
das tolices que escrevo.
Aprendiz de feiticeiro,
impulsionada por seus cata-ventos,
acabo guardando meus apontamentos
em velhos baús de espantos.

Escrevo diante da janela aberta¹ 
e enquanto o mundo em torno se esbarronda,²
eu faço versos como os saltimbancos³
que, fartos de tudo e nada,¹*
se aboletam nos carros vazios e ficam ²*
fumando...e olhando as lentas espirais... ³*
e este poema vai morrendo, ardente e puro, ao vento da Poesia...¹**

Se Mário ainda estivesse ali,
com certeza me diria
que não basta para o poeta
transformar emoção em poesia
é preciso degustá-la
a cada minuto
do seu dia a dia.



¹ A Rua dos Cataventos - I
² A Rua dos Cataventos - IV
³ A Rua dos Cataventos – IX
¹* Esconderijos do Tempo – Intermezzo
²*Baú de Espantos - Noturno da viação férrea
³*A Rua dos Cataventos – XVI
¹**Apontamentos de História Sobrenatural – Eu queria trazer-te uns versos muito lindos



Ly Sabas
Enviado por Ly Sabas em 16/09/2006
Reeditado em 03/12/2006
Código do texto: T241561
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Ly Sabas
Osasco - São Paulo - Brasil
228 textos (15767 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 16:43)
Ly Sabas

Site do Escritor