Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poemas Rasgados

Como flor, desabrochas a cada dia aqui...
Onde tudo é infértil. Onde a terra é seca.
Dos teus sentimentos, eu me apodero.
E vou aprendendo com teus passos.
Poeta da noite, do amor, das estrelas,
Das horas frias, da solidão, do mar,
Recebas, onde quer que estejas,
Minhas palavras. Saudosas das tuas.
Mestre da arte, mestre da vida,
Nos meandros do caminho,
Tu és indispensável.
Apenas teus versos acalmam meu peito,
Apenas tuas palpitações perceptíveis
Entre pontos, vírgulas e reticências
Fazem-me acreditar que nada é perdido.
Apenas o amor que sentiste
Mostra-me que ainda devo sentí-lo.
Estás longe, eu sei, estás com os anjos...
Mas teus poemas, esses sim, rasgados
Aqui (eternamente) incentivam-me a continuar...
Seguindo-te.
Ana Carolina Biavati
Enviado por Ana Carolina Biavati em 24/09/2006
Código do texto: T248205
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Ana Carolina Biavati
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 31 anos
3 textos (151 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 18:53)