Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Amador de passarinhos

A TOM JOBIM

Atualmente,
Os dias amanhecem mais tristes.
Passarim não mais voou, nem cantou.
O vento do mundo levou-o para bem longe
E os acordes silenciaram.

A harmonia buscada nas águas límpidas,
No verde das matas,
Nos homens, no canto do sapo, na onça pintada...
Quebrou-se.

A integração exemplar com o ecossistema
O fazia voar. E voava
Nas asas dos pássaros
Que inundavam com seu canto,
O território verde,
Do Jardim Botânico ao Central Park.

A captação da luz solar um dia,
Foi colocada nos pingos da chuva de ontem,
Em vibrações sonoras para a amada.

O mundo de sons que produziu
Transformou-se em mim,
Num referencial de vida vivida
Fazendo da minha vida, a música!
À bênção, Maestro!






sonia barbosa
Enviado por sonia barbosa em 10/10/2005
Código do texto: T58268
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
sonia barbosa
Recife - Pernambuco - Brasil
27 textos (2292 leituras)
1 e-livros (39 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 18:22)
sonia barbosa