Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
TRIBUTO ÀS MULHERES

Poema > O poeta de verdade não é um fingidor(a)
Dizem que o poeta é um fingidor(a).
Eu digo que não são sentimentos que da alma e coração
para o papel em versos com a caneta se transportou.
E o cupido um dia em sua vida o coração já lhe flechou e os
seus versos são sintomas que seu coração destroçou e sua
alma acertada cambaleante agonizou. 
E o que ele escreve é seu grito, seu louvor ao amor que em sua
vida nunca findou. O poeta ele(a) não é um(a) fingidor(a), ele(a)
é mesmo um(a) sofredor(a) que sofre por tanto amor. 
Sua dor se traduz em seus versos e a poesia é o seu clamor e
essa dor é herança que o destino em sua vida reservou.

Visite - nos
www.recantodasletras.com.br/autores/joaomaciel
João Maciel
Enviado por João Maciel em 28/09/2007
Reeditado em 01/10/2007
Código do texto: T671777
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
João Maciel
Recife - Pernambuco - Brasil, 60 anos
67 textos (2732 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 01:21)