Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DIANA GONÇALVES - LEMBRANÇAS D' UMA POETISA NAVEGANTE



Atravessava o “Salvador do Nordeste”,
Mineiro de boas águas descendo sete Estados,
Com cauda gigantesca e muitos afluentes,
Velho Chico que jamais deixou alguém sem nado.

Na embarcação das lembranças refletidas,
Uma jovem mulher, filhas e a tia Oscarina,
Deixavam para trás um imenso presente,
E rumavam suavemente ao futuro distante.

A mãe da poetisa – “Diana Gonçalves”,
Com olhares taciturnos e imaginativos,
Acorrentava as águas do São Francisco,
Na velocidade cósmica das lembranças.

A menina poetisa mergulhava no ar,
As visões que neutralizava suas paixões,
No meio das águas daquele profundo Nilo,
Chorava em gritos o nome de iá e iô.

Terra nova e desbravadora ia passando,
Em cada olhar um pensamento e um gesto,
E nas mãos a boa vontade de logo chegar,
Viajando no pai do nordeste - Rio São Francisco.

O tempo ia correndo nas águas,
Nascente do alto da Serra da Canastra,
E a bela poeta Diana Gonçalves,
Observava a tia Oscarina em lágrimas.

A nave rasgava o meio das águas,
Que se afastavam velozmente,
Levando o coração de sua mãe,
Meditativo e com muita aflição.

Noticias se espalharam,
De que na terra do Ypiranga,
Outras núpcias com seu pai,
Iriam acontecer no solo paulista.

A fazenda, as terras cultivadas,
A casa com varanda e o forno,
As vaquinhas e muitas galinhas,
A poetisa jamais pensou abandonar.

Grandes passos entre as fruteiras,
Olhando os pássaros e corujas,
Que lá ficaram cantando por ti,
Levando na força do Velho Chico,
Fortes emoções incansáveis.

Certamente tua vaquinha partiu,
Ou se reproduziu nas chamas,
Das tuas saudades inolvidáveis,
E hoje repercute na tua fama.

Somente o velho Chico sabia,
Que nas suas águas macias,
Conduzia uma grande poetisa,
UM AMOR DE DIANA GONÇALVES.

Se não tens mais a vaquinha,
Tens agora uma linda recordação,
Que substitui o passado e presente,
Em versos brancos com muita paixão.


Pra você Diana.




ERASMO SHALLKYTTON
Enviado por ERASMO SHALLKYTTON em 23/12/2005
Reeditado em 17/08/2011
Código do texto: T89731
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ERASMO SHALLKYTTON
Caxias - Maranhão - Brasil
4168 textos (2055000 leituras)
1 áudios (971 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 12:36)
ERASMO SHALLKYTTON

Site do Escritor