Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Jardim florido

Deixo flectir os meus contornos
Sobre um banco de jardim ,
Aparafusado a um relvado sem fim ...

O aroma de jasmim
Libertino , indómito ...
Uma insígnia imaculada
Apologista de que o fim
Não o trará o vento , nem numa rajada !

Olfacto activo
E aquele almíscar ...
Um sítio cativo
Para se ser feliz ,
Ao lado daquela perdiz coruscante !
Quiçá o que sempre quis
Ao debicar o seu alimento ,
Foi escrever o que diz
Para betar seu contentamento !?

Assim me perco em desvelo ,
Nesse jardim ingente ...
Deixo solto meu cabelo
Inquieto , de tão contente !
artescrita
Enviado por artescrita em 31/01/2006
Código do texto: T106539
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
artescrita
Portugal, 33 anos
107 textos (4742 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 06:28)