Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

À MINHA MUSA

Queres saber o que é poesia...
Definir poesia é explicar da vida a simplicidade, do amor a nostalgia...
Definir poesia é dizer o que seria o mundo se se pudesse dar guarida a todo sentimento sincero, espontâneo e puro...
Poesia, no fundo, eu te juro, é a pura sensibilidade na alma escondida,
é a saudade no mais requintado apuro, da dor de uma ilusão perdida!
Poesia é uma estrela brilhando no céu de um coração impuro...

Poesia é tudo. O rio que passa cantando,
a cascata carícias sussurrando,
tudo, enfim, que a natureza revela...
A chuva batendo na janela, um par de rolas se amando,
a banda no coreto tocando,
o sonho que a criança anela...

Poesia é muito mais do que imagina
teu róseo coração de menina...
Não é só amor, nem só paixão,
muito menos só desejo...
Poesia é d!alma aquele ensejo,
de ver tudo com emoção!

É sentir em suave encanto, o brilho do sol, o perfume da flor!
É viver sonhando em doce encanto, exaltando o real e puro amor...
Poesia é a manhã orvalhada, a primavera perfumada,a lua prateando a imensidão!
É o sol em seu último lampejo,
amortalhando a solidão em que me vejo,
na noite deste céu sem dimensão!

Poesia é, por exemplo,
um hino cantado no templo,
em prece augusta de Paz...
Poesia- tenha n!alma esta certeza :
É a própria natureza, que em sua imensa grandeza,
um pouco de Deus nos traz...



Fundo:  MOONLIGHT SONATA (Beethoven)
Nelson de Medeiros
Enviado por Nelson de Medeiros em 27/08/2005
Reeditado em 15/03/2014
Código do texto: T45615
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nelson de Medeiros
Cachoeiro de Itapemirim - Espírito Santo - Brasil
494 textos (66467 leituras)
11 áudios (2996 audições)
1 e-livros (184 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 07:51)
Nelson de Medeiros

Site do Escritor