Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Paz à Natureza

Tudo tão normal tão incinerante
Tudo dentro da normal anormalidade
Brincamos com fogo,por entre as relvas,
Tememos o holocausto tão intinerante.
Fazemos o duelo com o algoz de cada dia
Sempre trememos, sempre calamos
Nunca cantamos, louvamos ou gritamos,
Mas ela está aí pra quem quiser ouvir!
Fala Natureza, fala!
Mostra teus galhos tão magros, tão pálidos
A escurecer antes que o dia acabe,
Temos névoa que a polui incessante e funesta
Temos o dia cálido, triste e sem sorrisos.
Fala folha caída, grita rosa atômica
Clama por Deus, fala e chora por ti mesmo
Não tenhas medo de um dia seres reconhecida
Quando tudo se prostrar em imagem sem luz e sem mais dores.
Roseana Chaves
Enviado por Roseana Chaves em 04/09/2007
Código do texto: T637471
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Roseana Chaves
Fortaleza - Ceará - Brasil
36 textos (2373 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 21:20)
Roseana Chaves