Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pedidos do mundo.

Foi sozinha que vim !
Foi sozinha que fiquei assim !
Quase nada para dizer.
Só dor para sofrer.

A procura de um mundo.
Encontrei o que os homens esqueceram de destruir.
Assim fui caminhando.
Procurando talvez onde seguir.

Rastros no caminho foram ficando.
Para quem sabe, alguém me encontrar.
Mesmo que não me achem.
Não vou deixar de procurar.

Aquele mundo que eu procuro.
Não há como achar ?
Pode tentar !
Porque vou te ajudar.

Isto me deixa triste.
É inaceitável.
Como puderam distruir o mundo ?
Ele não é descartável !

Cada vez mais triste fico.
Nem um pouco alegre.
Podemos começar de novo.
Quem sabe este dia esteja breve ?

Não pense que isso é loucura.
Pense como uma nova chance.
De começar tudo novamente.
Onde todos sejam felizes plenamente.

Por que não começas agora ?
A construir um novo mundo ?
Vamos ser felizes...
E todos juntos !

E tudo isso,
Atingirá a todos os corações...
Porque braços unidos..
Formará elos e uniões...

Na poesia do mundo.
Você me reconstruiu.
Assino aqui,
Eu era o mundo e você nem viu !

Pedi nestas linhas,
Que me ame e me construa...
Pois é este o mundo que você vive...
Então não me destrua !

03/12/1989
Paula de Lima
Enviado por Paula de Lima em 08/01/2006
Reeditado em 08/01/2006
Código do texto: T95912
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Paula de Lima
São Paulo - São Paulo - Brasil, 44 anos
102 textos (15464 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 19:16)
Paula de Lima