Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Saudade boêmia


Boêmia, onde estás?
Onde está a luz da madrugada,
os beijos da mulher amada
os lençóis suados?

Me responda velho amigo
onde mora o perigo?
Na consciência embriagada
ou nos portões da madrugada?

Me diga camarada
se a lua ainda é namorada
dos bêbados e poetas
das meretrizes e profetas.

Me confesse meu parceiro
quem ilumina os terreiros?
os sonhos lúbricos dos pedintes
ou o sol das manhãs seguintes?

Me fale companheiro
onde estão as serenatas
as violas enluaradas
que há muito estão abafadas.

Me confesse aprendiz
e velho camarada
das saudades sufocadas
e o sentido das novas toadas.

Onde estão meus bêbados parceiros
em que última saideira se afogaram
quero-os ainda para juntos
chorarmos as velhas e novas emboladas.

Rio de Janeiro,  verão de 1983


Mauro Gouvêa
Enviado por Mauro Gouvêa em 18/04/2006
Código do texto: T141019

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Mauro Gouvêa - www.recantodasletras.uol.com.br/autores/maurogouvea). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Mauro Gouvêa
Alfenas - Minas Gerais - Brasil, 51 anos
432 textos (56474 leituras)
3 áudios (837 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 08:27)
Mauro Gouvêa