Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TEMPESTADE

Era noite, alta madrugada,
Chovia forte, na calçada,
Relampeava, trovejava,
E a saudade, doía demais;
Com as nuvens eu chorava,
Unindo-me a seus ais.

Levantei-me e porta a fora,
Fui juntar-me a tempestade,
Chorando por quem foi embora,
Deixando-me apenas saudade.

Saí sem rumo, desconsolada,
Em meio a tempestade, parada,
Por não conseguir sequer andar,
Nos braços apertava forte,
A foto de quem foi pro Norte,
Prometendo, um dia, regressar.

Quanta dor e medo enfrentei,
Por aquele que, tanto amei,
Juntei-me à tempestade,
Para que, levasse a saudade;
Quando avistei, aquele barco,
Embrenhei-me, num sonho parco,
E nos braços dele, me encontrei.
Clara Strapazzon
Enviado por Clara Strapazzon em 06/06/2006
Reeditado em 20/11/2009
Código do texto: T170378

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Clara Strapazzon
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil
228 textos (29595 leituras)
9 áudios (1145 audições)
1 e-livros (36 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 18:24)
Clara Strapazzon