Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vem saudade de repente

Saudade é assim mesmo
Uma coisa estranha de sentir
Saudade daqui dali
Saudade de lá
E de dentro
Vem saudade de repente
De gente que nem se sabe mais
Gente que morou na infância
E se perdeu no mundo
Vem saudade atropelando
Tudo que há
Saudade do amor que acabou de sair
Mas qualquer demora é longa para esperar
Dá saudade da gente
Da gente mesmo
Que às vezes a gente esquece
E sabe lá Deus por onde esquece
E fica tão difícil voltar para buscar
Tão difícil achar
Ainda mais difícil trazer de volta
Porque tem dias que a gente vai
E não quer voltar
Não quer mesmo
Nem que paguem.
Mulher de Sardas
Enviado por Mulher de Sardas em 10/06/2006
Código do texto: T172964
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Mulher de Sardas
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 36 anos
50 textos (9999 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 08:53)
Mulher de Sardas