Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NAS ASAS DA BORBOLETA

Em bela manhã de sol,
Borboleta pousa em minha janela;
O brilho de suas asas faz-me
Confundi-la com os raios celestes.
Passa então a sua imagem
A me acompanhar aonde quer
que eu vá;
Oiço o bater de suas asas
A quilômetros de distância;
Eu a vejo à noite,
Na luz e na sombra da noite
E mais e mais vou desejando-a,
Querendo-a, tendo-a.
Voando em suas asas para
Muito além da cruel realidade.
Em triste manhã chuvosa
Borboleta me deixou,
Levou em suas asas
Toda a alegria de meus
Sorrisos
E deixou-me apenas
a tristeza de minhas lembranças.
Glaucio Cardoso
Enviado por Glaucio Cardoso em 28/06/2006
Código do texto: T183551
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Glaucio Cardoso
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
40 textos (11118 leituras)
4 áudios (51 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 12:54)
Glaucio Cardoso