Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Saudade

Saudades


Por dentro dos meus olhos passa um rio.
Águas quentes,  correntes,
Inundam o meu coração vazio.
Meu olhar molhado e esguio
É  chuva que derrama,  torrente,
Enchentes de dor no meu peito frio.

Sinais vivos de morte
Rondam a minha alma triste.
Vida perdida, sem norte.
Destino ilhado, faca de corte.
Mas, o encanto resiste,
À minha falta de sorte.

Este canto é um lamento de saudade,
De ti que estás distante
E que tua presença, me invade.
Sou um ser reduzido à metade,
Me encontro sem rumo, errante.
Te amo de paixão e verdade.

Te encontro em cada esquina da vida,
Tão bela quanto a flor do campo.
És uma rainha amável e querida.
És a primavera ungida
De belezas e encantos.
És um grito de dor em minh`alma ferida

As águas dos meus olhos tristonhos,
Alagaram a minha esperança.
Tu és a deusa dos meus sonhos.
Me completo em lampejos criptônios
Ao te sentir por completo em mim,
Saciando meus desejos risonhos.
Sou cravo perdido em jasmins.
Dourival Santiago
Enviado por Dourival Santiago em 28/06/2006
Código do texto: T183962
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Dourival Santiago
Paraíso do Tocantins - Tocantins - Brasil, 59 anos
16 textos (7395 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 12:36)