Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

QUANDO A SAUDADE VAI EMBORA

Falta pouco, passou um ano e tanto
Espera é longa, como é longa a hora
Relógio preguiçoso, parado no tempo
Não anda, o tempo pára por encanto
Acorda a noite, se alonga em demora
Na madrugada, silêncio pára o tempo
Dura tanto a saudade que vira pranto
Olha o amigo que chega e vai embora




Se ainda não leu, aproveite para ler também:

- ESSA SAUDADE (Publicado em 20/08/06)

- QUANDO A SAUDADE CHEGA (Publicado em 03/09/06)
Aldo Lopes
Enviado por Aldo Lopes em 18/08/2006
Reeditado em 08/09/2006
Código do texto: T219076

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Aldo Lopes). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aldo Lopes
São Paulo - São Paulo - Brasil, 60 anos
416 textos (37921 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 22:49)
Aldo Lopes