Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PASSADO

As paredes ouviram caladas
Os sussurros, os gemidos, os gritos
A cama agüentou quieta
O movimento, o gozo, a desorganização
Dos travesseiros que reclamavam um lugar
Junto com nossos panos espalhados pelo chão

Hoje
O quarto está arrumado
O silencio impera
O porta retrato vazio
O radio relógio conta

Nada mais existe ali pra contar...
Foi se o tempo em que esquecíamos do mundo
Em tardes quentes de  domingo
Pra nos amar...

O tempo parou naquele quarto
E tudo que um dia teve cheiro e gosto
Agora é inodoro e insípido
E está em seu devido lugar

Nada como o amor
Pra fugir do tempo
Desorganizar tudo
Tirar a vida do lugar
E dar à existência pacifica
Um novo significar...
Adriana Alves (Poetisa Lancinante)
Enviado por Adriana Alves (Poetisa Lancinante) em 02/05/2010
Código do texto: T2231811

Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Adriana Alves (Poetisa Lancinante)
São Paulo - São Paulo - Brasil, 46 anos
77 textos (1932 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/06/17 04:19)
Adriana Alves (Poetisa Lancinante)