Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

COM VOCÊ/SEM VOCÊ


              P/meu filho GERALDO ALVERGA

Com você fui o sândalo a perfumar
A floresta virgem que à vida conduz.
Com você fui a água que canta, pássaros a gorjear.
Com você fui o amor, o sorriso e a luz.

Sem você sou o nada a perambular perdida,
Pelos caminhos íngremes, a receber açoites.
Sem você sou o pântano, o lodaçal da vida,
Sou o contrário da luz: sou o escuro das noites.

Com você fui o firmamento azul celeste,
Fui as estrelas d’alvas da vida a cintilar.
Com você fui a brisa mansa que sopra no Nordeste.
Com você fui as flores, os jardins a perfumar.

Sem você sou o solo seco e árido. Decerto
Sem você sou uma terra pobre, um povo sem pão.
Sem você sou a miséria, a aridez do deserto.
Sou um corpo sem vida, a eterna solidão.

Com você fui a reza da Missa. Fui o canto
Da prece que une. Fui a beleza da flor.
Com você fui a graça, a ternura, o encanto.
Com você fui a vida, a beleza, o amor.

Sem você sou a lágrima fremente.
Sou a mágoa, a descrença, a maldade.
Sem você sou a dor, a revolta somente.
Sem você sou o ódio, a tristeza, a saudade.

Marisa Alverga
MARISA ALVERGA
Enviado por MARISA ALVERGA em 25/08/2006
Código do texto: T224680
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
MARISA ALVERGA
Guarabira - Paraíba - Brasil
41 textos (4622 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 14:48)
MARISA ALVERGA