Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

QUANDO A SAUDADE CHEGA

Traiçoeira ela vem, não se ouve o pio
Apunhala e sangra com seu afiado fio
Nada fala, ela nos enche com o vazio
Aniquila a alegria, deixa o ser sombrio
Jura-nos sofrimento como um desafio
Umedece nossos olhos, é inverno frio
Retalha em dores todo coração sadio
A saudade é loucura, é puro desvario



Se ainda não leu, aproveite para ler também:

- ESSA SAUDADE (Publicado em 20/08/06)

- QUANDO A SAUDADE VAI EMBORA (Publicado em 18/08/06)
Aldo Lopes
Enviado por Aldo Lopes em 03/09/2006
Reeditado em 08/09/2006
Código do texto: T231929

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Aldo Lopes). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aldo Lopes
São Paulo - São Paulo - Brasil, 60 anos
416 textos (37921 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 18:20)
Aldo Lopes