Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

"Quando bate não se rebate"

QUANDO O VI FOI AMOR A PRIMEIRA VISTA
AQUELA COISA PEQUENINA
O TEMPO SE PASSOU
O AMOR PREDOMINOU

E LÁ SE FOI ELE EMBORA
A TRISTEZA BATIA QUE TINHA HORA...
SÓ ME RESTAVA CHORAR

EU CHORAVA
COM A DOR DE UM FILHO PERDIDO
COM O VAZIO NAO PREENCHIDO
UMA SAUDADE PERSISTENTE

IGUAL A ELE NUNCA EXISTIRA
NUNCA HAVIRA
NUNCA HAVERA
NUNCA HOUVE
UM AMOR TAO PERSISTENTE

PIOR QUE A DOR DE REPENTE
UMA DOR REPENTINA
UMA DOR QUE UMA VEZ ACORDADA
JAMAIS DORMIRA
AS LEMBRANÇAS FICAM...
A SAUDADE INSISTE
O AMOR NAO DESISTE
É MAIS FORTE QUE UMA ROCHA

A SAUDADE BATE
PARTE E FICA
NA MEM´´ORIA DE UMA MENINA
QUE AMA UM AMOR VALENTE
UM AMOR INOCENTE
QUE NUNCA MORRERÁ

HELENA RIBEIRO PEREIRA-CAMPINA GRANDE-04/09/2006




Lelinhaa
Enviado por Lelinhaa em 04/09/2006
Código do texto: T232692
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Lelinhaa
Campina Grande - Paraíba - Brasil, 22 anos
4 textos (210 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 15:59)
Lelinhaa