Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

POETA SEM BRILHO

 
 
MORTE PORQUE EXISTES?
TEMPO PORQUE PASSAS?
TORMENTO PORQUE ESTAS AQUI?
DOR PORQUE HIBERNAS EM MIM?
 
 
GRITO AOS SURDOS
ANDO SEM TER DIREÇÃO
REGRIDO A TAL ABSURDO
E NÃO ENCONTRO A RAZÃO
 
 
MORTE PORQUE EXISTES?
PORQUE NOS DEIXA TÃO TRISTES?
O SILENCIO É SEMPRE A RESPOSTA!
NASCEMOS E MORREMOS, COISAS OPOSTAS!
 
TEMPO PORQUE PASSAS?
NÃO VES SE NÃO PASSARES A MORTE NÃO CHEGA?
ACABARAS ASSIM COM MEU TORMENTO!
DOR...DOR O QUE VOS POSSO PEDIR?
SÓ LAMENTO POR TE SENTIR!
 
 
SENHOR, ONDE ESTA MINHA AMADA?
A QUE ESTAVA COMIGO,DIA NOITE,
E TAMBEM NA MADRUGADA,
TU A LEVASTE DE MIM, ASSIM...ASSIM...
COMO SE LEVA A NOITE E TRAZ O DIA E A MADRUGADA,
COMO QUEM ARRANCA UMA ARVORE E ALI FAZ UMA ESTRADA,
 
 
MORTE TU SÓ EXISTES, PRA DEIXAR TRISTE
ESTE POBRE POETA DO MUNDO CRUEL,
PORQUE SEM PRÉVIO AVISO LEVASTE PRA O CÉU
A MUSA PERFEITA COM LABIOS DE MEL
DEIXANDO MINHA BOCA AMARGA DE FEL.
 
PI OANJODEFOGO
Enviado por PI OANJODEFOGO em 25/11/2006
Código do texto: T301172

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
PI OANJODEFOGO
Cabrália Paulista - São Paulo - Brasil, 54 anos
67 textos (3139 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 23:30)