Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

 


Retrato apagado
 
Nuvens esparsas cobrem a estrada de sombras
Naquele lugar que fora minha historia de amor
Hoje nada mais resta da paisagem de felicidade
Aquela arvore frondosa que habitava nossos sonhos
Deu lugar a um campo de plantações rasteira
O casarão abandonado é o retrato da desolação
Ali, o nosso amor invadiu todos os cantos e recantos
Como pode o tempo mudar tanto a aurora de uma vida
Transformar o arco-íris de sonhos em poeira ao vento...
 
Jamaveira®


Imagem: Do google


Velho ninho
 
Quem naquela rua passa,
diz lembrar-se de mim.
Ao ver tanto pó na vidraça
e abandonado o jardim.
Ali, arquitetei sonhos.
Nem todos, realizei!
Hoje, ocultos, tristonhos
e sem luz,
pois esta apaguei.
Porém, não deixei a alegria
esta eu trouxe comigo.
Com ela, vontade e energia,
Construir meu novo abrigo.
 
Salete


O Tempo
 
O Tempo guarda mágoas
As dores sentidas
Os sentimentos ocultos
Registram danos, duras perdas
Deixa cicatrizes
Borrões na memória
Nas lembranças fantasmas
Na Alma a certeza do renascer.

- verita


RETRATO AINDA
 
Amor desbotado,
Guardado no coração.
Eu passei, ele não.
 
Kathleen Lessa



Triste e esmaecido,
aquele teu retrato,
já o havia esquecido,
tornando o abstrato...
 
nana okida


O NOVO QUADRO

Repara! Ali, bem ali...
De onde me esqueci de partir,
Quando você se foi...
Só resta a cantar o Colibri.
 
Ysolda Cabral


Apagando a sua imagem
 
Diante de ti eu ficava em transe
Numa busca longa e extenuante
Mas a lua sempre foi minguante
Ao seu redor já havia ocupante.
 
Oliveira Rosa

 
 
PAISAGEM
 
Nuvens escuras, sombrias,
roubam toda a alegria...
Não há beleza, nem cor.
Canto a dor, a nostalgia,
paisagem que me angustia:
canto um perdido amor.

HLuna



Desde que larvas viram borboletas,
E as sementes nascem quando chove,
Uma história de amor jamais morre,
Pois vira seiva feito folhas secas...
 
Jacó Filho



De saudade impregnado
o chão desfigurado
fez nascer com cuidado
um pé de amor do passado.
 
A poeta Hull já disse tudo.
Um verdadeiro poeta é capaz de transformar o nada em tudo. Bravo Jamaveira!

KNZ


Obrigado amigos pelas participações serão sempre bem vindos. J.
 
Jamaveira
Enviado por Jamaveira em 25/01/2012
Reeditado em 26/09/2013
Código do texto: T3460022
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jamaveira
João Pessoa - Paraíba - Brasil, 63 anos
1943 textos (98322 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 22:38)