Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

UM RÉQUIEM AO AMOR...

Minh´alma desesperada
entoa um réquiem ao amor
que um dia me fez feliz,
mas o destino não quis
e hoje só resta a dor...

Choro meu pranto em silêncio...
não consigo me esquecer
dos braços que me abraçavam,
dos lábios que me beijavam,
sublimando meu viver.

Sinto a solidão cortante
quando a saudade me invade,
vem e com força me abraça
com tentáculos me enlaça
sem nenhuma piedade.

Meus olhos molhados ardem,
porque choro sem cessar
lamentando o amor vivido
num passado jaz perdido
que jamais pode voltar...

Passa o dia, chega a noite
tudo permanece igual
mas trago no pensamento
as lembranças dos momentos
sob um luar de cristal

Que em silêncio nos ouvia
e as estrelas segredava:
Não existe nesse mundo
amor maior, mais profundo...
e elas - acreditavam...

E tu louco me dizias
que mais que tudo me amavas
sussurrando aos meus ouvidos
em meio aos doces gemidos
que do meu peito exalavam

Inteira me possuías
de forma arrebatadora
sugavas a minha fonte
urravas entre gêmeos montes
como fera predadora.

Inteira eu me entregava
porque a ti eu pertencia
a lua foi testemunha
do amor maior que eu supunha
para sempre existiria...

Foste um sonho e um pesadelo
do qual nunca esquecerei
foste a mais cruel mentira
que jamais alguém ouvira
e eu também - acreditei...

Arianne Evans
Enviado por Arianne Evans em 19/10/2005
Código do texto: T61215
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Arianne Evans
Curitiba - Paraná - Brasil, 66 anos
695 textos (57329 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 01:07)
Arianne Evans