Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ABENÇOADA

No curso do meu rio
sempre nadei contra
a sua correnteza.

Na descrença da esperança
estive sempre em  compania
da iniqüidade.

Do presente...
o passado foi sempre
um pesadelo.

O sofrimento do meu hoje
é a consequência do meu
ontem inconsequente.

No amor sempre segui
os dítames da razão e
no entanto, tudo em vão.

De amor só o coração entende,
obediente como sou, vou acatar
o que meu coração ditar.

Socorra-me Senhora...
Senhora minha.
Afogo-me neste mar de ansiedade.

Ajuda-me amada;
amada minha.
Queimo-me no incêndio desta saudade.

Apresse amor da minha vida.
Vida do meu amor.
Esta distância que nos separa me tortura.

Querida, minha querida.
Não te detenhas, ouça a
voz do coração e venha.

Abençoada sejas, oh! Maria Benta.
No céu, no mar, na terra e
em meu coração.


Ataliba Campos Lima
21, 24/02/07
Apoio Cultural www.jornalnovafronteira.com.br
Ataliba
Enviado por Ataliba em 10/09/2007
Reeditado em 24/11/2007
Código do texto: T646442
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ataliba
Barreiras - Bahia - Brasil, 76 anos
20 textos (657 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/10/17 08:03)
Ataliba