Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sentimentos pessoais

Quando minha avó morreu,
Eu não chorei,
Mas depois do fato,
Veio a se,
Para meu coração,
Quando eu lembro,
Eu choro,
Mas é difícil, porque ela,
Tudo para mim,
No meu dia-a-dia,
Ela estava de junto de mim,
Em casa ou em outro lugar.

Ate nas horas dos malfeitos,
Ela chegava para perto de mim,
Nos dias chuvas, com trovoes e raios,
Ela mim acolhia.
alberto souza de andrade
Enviado por alberto souza de andrade em 19/09/2007
Código do texto: T659057
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
alberto souza de andrade
Monte Santo - Bahia - Brasil, 32 anos
3 textos (106 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 23:31)