Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
A saudade abraçou meu coração tristonho
E lançou uma dor pontiaguda no meu peito;
Só não sei se poderei viver assim, desse jeito,
Com meu coração sangrando, triste e sem sonho.

As gotas do meu sorriso se esvaíram
Nas páginas do tempo e da desilusão
Das atitudes impostas pela emoção,
Tantas gotas, tantas pétalas que caíram.

Do silêncio vencem as forças o meu grito,
Buscando o gostoso passado de nós dois;
Mas só encontro, na angústia da alma, pois,
Do que eras, que foste, se perdeu no infinito.
Maurício Apolinário
Enviado por Maurício Apolinário em 20/09/2007
Reeditado em 17/08/2009
Código do texto: T660939

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Maurício Apolinário
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 59 anos
239 textos (85306 leituras)
1 áudios (54 audições)
5 e-livros (2837 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 10:44)
Maurício Apolinário

Site do Escritor