Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pecados de um homen..


Não jogue em mim sua insólita aspiração
Não faça sangrar minha ferida morta
As folhas já secaram.

Não me jogues no rio
Meu corpo não se limpará
Só restou lama prá se ver
Não  se satisfaça com minha desgraça

Árvore morta não produz fruto
Fuja do ar poluído que te afronta em minha alma
afaste se de mim

O mato não ficará seco para sempre espero que um dia
flores hão de florescer
Bem longe daqui, lá você deve ir
Não defronte-se com minha montanha  ela e muito
alta você pode cair dê a volta não pare siga em frente
va pra longe onde seus olhos não possa vêr minha decadência
insana fuja..
Carlos Antonio
Enviado por Carlos Antonio em 25/09/2007
Reeditado em 04/10/2007
Código do texto: T667465

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Carlos Antonio
Brasília - Distrito Federal - Brasil
67 textos (1957 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/11/17 23:08)
Carlos Antonio