Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AU REVOIR
Juliana Valis



Em tudo nos clama a cor da saudade,

Escudo não há quando se diz "adeus",

E toda despedida humana, na verdade,

Torna-se só reflexo dos delírios teus...



Afeta-nos, sim, a vertigem da vida,

Em paisagens nostálgicas que o tempo nos traz,

Sentimento é resquício de cada brisa perdida

Na estrada de um sonho entre a guerra e a paz...



E se toda terra se despede sem calma

Do delírio só que te coube em versos,

Estarão dispersos, bem aqui, na alma

Os vestígios sós de corações imersos ?



Ah, saudade, muito além do mundo,

Bem ou mal, em cada mente só persiste

No que houver de amor intenso e tão profundo

Que o coração deságua em cada verso triste !



Vejo, pois, disperso o sentimento humano

Em cada breve vento que nos diz "adeus",

Além da insensatez, do mundo tão insano,

Profundo é só o amor que flui nos sonhos teus.


----







Juliana Silva Valis
Enviado por Juliana Silva Valis em 30/09/2007
Reeditado em 03/10/2007
Código do texto: T674919

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para o site). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Juliana Silva Valis
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 33 anos
3973 textos (881733 leituras)
4 e-livros (1863 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 03:29)
Juliana Silva Valis