Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Saudade

Cheguei em casa correndo
esperando algum resquício, algum cheiro
a sombra de um sorriso, um afago

Num quarto nunca tão vazio, chove
onde antes havia seu sol,
sorrisos bobos e riso alto

Suspensos no ar triste,
ainda os sinto, se não mais os tenho

Quando conceitos tolos
de tempo e espaço
insistem em se fazer presentes

nossos instantes mágicos
rirão do sisudo tempo
e do leviano espaço:
Pensem!
Quando se quer tanto
uma semana é um segundo
e a distância eterno laço
desafinada
Enviado por desafinada em 29/10/2007
Código do texto: T714334
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
desafinada
São José - Santa Catarina - Brasil, 36 anos
62 textos (3258 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 23:59)
desafinada