Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DOR VIVENTE


Por você respirei
Os ares da escravidão,
Vivi  instantes tão loucos
Como única condição,
E esperanças  alimentei
Dentro do meu coração.

No seu olhar fiquei presa,
A ninguém mais pude ver,
Passei o tempo sonhando,
Sem nunca jamais lhe esquecer,
Fiz do sonho a razão,
Para não enlouquecer.

E, o tempo passou,
Sem dó, sem piedade,
E,quando revi seu olhar,
Nos ares da liberdade,
Senti que aquela paixão,
Era bem maior que a saudade.

E agora meu coração desbota e esfria,
Perante a sua indiferença tão ardente,
Foi-se a saudade...adormeceu  o pranto,
Restando apenas a desilusão demente,
Por um sonho de amor, tão real,
Que hoje...a vida enlaça a dor vivente!





Vilma Eugenio
Enviado por Vilma Eugenio em 12/11/2007
Código do texto: T734682

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Vilma Eugenio
São Simão - São Paulo - Brasil
36 textos (1589 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/11/17 21:37)