Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Saudade que dói


O dia amanheceu triste
O sol apareceu timidamente
As aves voam inquietas
Parecem pressentir o meu pranto
Aperta-me no peito uma dor sem resposta
Sinto minha alma encolhida e sofrendo
Lábios molhados e a face se desfazendo
Desprotegida, insegura e marcada.
Sinalizando a triste despedida


Eu me sinto só
Agonizando saudade no vazio
Que não cabe em mim
Ah, saudade por que dói tanto assim!
Saudade tem dó de mim
Tem dias
Que não suporto essa saudade
Quando você vai embora
Eu sofro e choro de verdade

Eu vivo condenado por esse amor
Que me deixou sem rumo, sem estrada
Machucou, feriu meu sentimento.
Levou sonhos, deixou lembranças.
Desde então, vivo perambulando.
Anestesiado por essa dor desse sofrimento
Sem que perceba, me devora aos poucos.
E me faz sentir que estou morrendo

"A poesia é o mundo mágico e encantado e as pessoas são as estrelas desse mundo. Portanto, você é uma delas, brilha e brilha forte sem parar".

Edimilson Eufrásio
Enviado por Edimilson Eufrásio em 19/11/2007
Código do texto: T743690
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Edimilson Eufrásio
Mineiros do Tietê - São Paulo - Brasil
112 textos (6150 leituras)
2 e-livros (57 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 23:48)
Edimilson Eufrásio