Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Um Adeus no Silêncio

Ouço um grito de adeus,
Do abismo dos sonhos meus.

Com o lirismo dum poema
Da tristeza mais extrema.

Como um som angustiado
Pelo silêncio abafado.

Como uma prece mortiça
Com solenidade de missa.

De quem é esta despedida,
Musical e tão dolorida?

Será alguma alma agonizante
Perdida em lugar distante?

Dolência de suspiros
Tendo sombras como retiro?

Talvez seja sonho a voar,
Por cadavérico céu de luar.

Ecoada com certo critério
Dos lábios do mistério.

Quero saber de onde brota
Esta ígnea flor ignota.

Quero saber quem assim
Despede-se tristemente de mim.

Talvez esse tristonho adeus
Seja a despedida dum deus.

Talvez eu nunca descubra
Mas o pensamento elocubra.

Perdendo-se na densa bruma,
Para o nunca mais ele ruma.

E num espasmo de ânsia,
Se vai o adeus triste da infância!
Luis Felipe Saratt
Enviado por Luis Felipe Saratt em 20/11/2007
Código do texto: T745096
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Luis Felipe Saratt
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 35 anos
61 textos (1089 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 07:33)