Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quem dera...

Ah! Os versos que eu fiz pra ti
São-me deveras mui caros.
Expressam o que senti,
Nada possuem de raros.

Vieram-me nos momentos
Em que a loucura me tinha...
Tão longe do esquecimento
Que de nós dois se avizinha!

São preciosos p’ra mim,
Feito oração para o crente.
Têm lágrimas de carmim,
Vapores d’um sol poente.

Quem dera ‘inda fossem puros,
Qual sobrescrito na areia.
E derrubassem os muros,
Que a mia saudade permeia.
Magmah
Enviado por Magmah em 05/12/2007
Código do texto: T765542

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Magmah
Montenegro - Rio Grande do Sul - Brasil
232 textos (5044 leituras)
6 e-livros (411 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 01:18)
Magmah