Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NA BREVE SOLIDÃO DO CAMINHO

Fiquei olhando o caminho
E de tanta distância
Meus olhos não alcançaram
O que eu queria
Senti um medo de criança
Senti o tempo me esquecendo
O caminho continuava
E eu aprendia a andar
Com meus próprios passos
Fiquei olhando o caminho
Aprendendo com ele
Via todos que aqui passaram
E aonde conseguiram chegar
Senti medo de continuar
E ficar longe demais
De tudo que eu queria
Longe demais de onde estou
Eu já passei por aqui
E estou voltando para ficar com você
Fiquei olhando o caminho
E de tanta distancia
Me perdi por um instante
Na breve solidão
Que um caminho vazio nos faz sentir
Senti um medo de criança
Senti o tempo me esquecendo
Senti medo de continuar
Na breve solidão do caminho.


Márcio Carneiro
Enviado por Márcio Carneiro em 27/12/2005
Código do texto: T91052
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Márcio Carneiro
Santo Antônio de Jesus - Bahia - Brasil, 40 anos
16 textos (613 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 14:22)
Márcio Carneiro