Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Gota perversa

Do oceano em que me revia
Sobrou só uma água de nada
Visita-me ela todo o dia
Perversa maldosa e salgada

Não serve para a sede matar
Mas antes salga a minha vida
Não parando de gotejar
Faz com que a sinta mais sofrida

Primeiro brilha dolorosa
depois em queda copiosa
domina todo o meu querer

Ofusca-me pois esta água
Gota-forma da minha mágoa
Matiz salgada do meu ser
Pagan
Enviado por Pagan em 02/02/2006
Código do texto: T107054
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Pagan
Portugal
2 textos (71 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 13:59)