Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Minhas lágrimas...

Ninguém vê as minhas lágrimas,
Somente o travesseiro frio e úmido,
Onde debruço e choro desconsolada.

Tento resgatar o desapontado sorriso,
A alegria e a esperança seqüestrada,
Pelos soluços, de um rumo banido.

Nesse resgate, quero ter a brandura,
Para amenizar a dor dessa face triste,
Nos muros das noites, de insônia profunda. 

Ter a coragem grandiosa, na alma confortada,
E com as mãos firmes, erguidas pelo amparo,
Secar as lágrimas, que jorram desarvoradas,
Retomando na lucidez, o equilíbrio sensato.

Quero em múltiplos sorrisos beijar esse rosto,
Que por mim é eternamente admirado e querido.

D.A.R
Uma Mulher Um Poema
Enviado por Uma Mulher Um Poema em 27/02/2006
Reeditado em 14/03/2006
Código do texto: T116569
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Uma Mulher Um Poema
São Paulo - São Paulo - Brasil
2887 textos (497197 leituras)
75 áudios (27398 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 13:04)
Uma Mulher Um Poema

Site do Escritor