Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A dualidade do sentir

"Não coloque amor entre aspas"
Pois de pouco valeria tuas rédeas
Nas águas indomáveis do amor
Que transbordam nas margens férteis da existencia

"Não atiçe paixão com vara curta"
Pois no fogo da paixão há apenas vítimas,nado-mortos
E assim serias apenas mais um
Em meio a causa de explicar
O fogo que arde sem chamas
"Sinta que o amor está em suas mãos"
"Que o amor é enorme, a paixão diminuta"

"Me diga então porque insiste amigo?"
"No desejo de não ter fim a luta"
Pois és grande apenas em batalha?
Há grandeza maior que amar?
Então veja aquilo que teu ser ofusca
Assim como a verdade que a paixão te nega
"Estenda os braços pra que a vida te vença"
"Se convença de vez que a dor só furta."

Poema-"TrabisdeMentia" e Junior A.

Junior Antonio
Enviado por Junior Antonio em 20/03/2006
Reeditado em 20/03/2006
Código do texto: T125908
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Junior Antonio
Paracatu - Minas Gerais - Brasil
181 textos (8135 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 02:11)
Junior Antonio