Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Morremos várias vidas

Sozinha na fragilidade dos meus sonhos
Vejo que nem sempre os bons são salvos
Estou só...novamente...
presa em minha habitual solidão
Ouço os risos da decepção
Endurecidos como o tempo que não volta,
ou a lágrima que jamais devia ter existido.
Ouço a saudade que grita em meus ouvidos
Ainda sinto o sussurro do vento
Que me acompanha desde sempre
Chegará o momento,
em que os Anjos sairão da luz
E me acompanharão na escuridão...
Morri.
E ainda não sei se quero
nascer novamente...
Sinto falta de mim mesma.
Sallem
Enviado por Sallem em 29/04/2006
Reeditado em 29/04/2006
Código do texto: T147595
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sallem
Santa Maria - Rio Grande do Sul - Brasil, 33 anos
3 textos (153 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 01:28)
Sallem