Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Lagrímas de solidão

E agora, depois de tanto tempo
o arco-íris se desfaz
devagar aos seus olhos
e tudo que resta...
São as lágrimas de chuva
que caem devagar, até demais
de uma imensidão azul
que chora,
esquanto isso,
um novo dia, cheio de esperança
já é visto no horizonte,
As lágrimas da chuva
nunca morrerão, porém...
e deixarão lembranças de um arco-íris
que desaparece aos poucos
deixando petrificados,
os lindos olhos azuis,
decepcionados, até
com tamanha perda...
O tempo pára por um momento
rapidamente...,
se fecham
escoam as últimas lagrimas
e fim..
talvez chova de novo,
mas só talvez...
 
OnKoLv
Enviado por OnKoLv em 04/05/2006
Reeditado em 20/01/2007
Código do texto: T150329
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
OnKoLv
Angra dos Reis - Rio de Janeiro - Brasil, 24 anos
31 textos (3181 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 21:55)
OnKoLv