Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

QUE PODE, QUE SEJA

Caminhos que abrem
através de um espinho
Que sofre, que chora
mas não está sozinho

Que pensa, que mama
Que sonha e declama
Que chora e chora,
Mas sabe sorrir
Sabe sonhar para fugir

Fugir de um medo
Fugir de um cheiro
Fugir de um seio
Fugir e esquecer

Esquecer que se some
Esquecer para sempre
Esquecer o sempre
E nunca voltar

Voltar de um sonho
Voltar de um plano
Voltar de um amigo
Voltar ao sigo

Sigo eu desejo
Desejo de um beijo
Desejo de um abraço
Desejo de uma mão
Desejo de um braço

Braço que suporta
Braço que carrega
Que some, que deixa
Que pode, que seja

Seja um momento,
Seja um segredo,
Seja sorrindo
Seja por cedo

Caminhos que abrem
através de um espinho
Que sofre, que chora
mas não está sozinho
LuaNegra
Enviado por LuaNegra em 27/05/2006
Código do texto: T164293
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
LuaNegra
Rio Claro - São Paulo - Brasil
6 textos (148 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 12:38)
LuaNegra