Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Abandono

Em destêrro meu ser vaga
sob um céu de cinzas,sem lua
e em oculto no extremo
duma estrada,em noite
calada,choro a mágoa
e meu luto.

pois o lume abstrato
que luzia minha alma
converteu-se em fogo-fátuo
inflamando em seu subleito
de eterna calma.

E na penumbra da noite
ao acaso caminho,
moroso em meus passos
e em desalinho,ao
dispor do destino
renego o ar.
Sem meu amor
sou menino que
perdeu-se do lar.

Acho-me num deserto
no qual peregrino em busca
do portal que irá me transpor
ao mundo vivo dos que já se foram.
Busco a morte para que nela
eu reencontre a vivacidade
de meu suspenso enlace de amor.
Ezequiel
Enviado por Ezequiel em 05/06/2006
Reeditado em 12/06/2006
Código do texto: T169976
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ezequiel
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 38 anos
21 textos (1157 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 12:42)